Acho que a única coisa que me faz falta de verdade desde que eu engravidei é o Aikido, guiado por Mirla Fernandes que tem uma pegada diferente dos outros dojos.

 

Na minha adolescência sempre fiz muitos esportes e depois da faculdade procurei yoga, pilates, hidro todos muito bons mas nenhum me tocou tanto e me causou aprendizados tão intimos e fortes quanto o aikido.

 

Na prática você encara, sem saida e sem desculpas, seu mente-corpo - você encara o outro com o estado que estiver no momento e isso causa resultados visíveis.

Tenho insights todas as aulas sobre como meu corpo se comporta de acordo com os sentimentos despertados nos ataques e defesas. Como lidar e aceitar e usar minha agressividade e meus medos.

E vou transportando isso imediatamente para as situações da minha vida naquele mesmo dia, principalmente para minhas relações pessoais.

Uma das melhorias mais surpreendentes no aspecto físico é que desde as primeiras aulas notei que minhas dores no pescoço e ombros melhoraram muito, mesmo sem alterar muito minha rotina de uso do computador. A criação de consciência do corpo de não mais se encolher em situações de estresse ou tensão tem se tornado cada dia mais natural.

 

 

Melissa Setubal., 36 anos

"

Porque quer fazer Aikido, quais suas expectativas?

Porque quiz aprender uma coisa nova como artes marciais

 

O que descobriu nesta aula?

Que não precisamos nos encolher pra nada inclusive para lutar

 

Tem alguma sugestão?

Adorei, e recomendo pra todo mundo que esteja querendo muito participar

"

Luiza Britto,  9 anos

"

"

"

Carol Lopes,  27 anos

"

"

Fiquei muito feliz quando me percebi sentando direito, com a coluna ereta, senti um conforto muito grande e quando o corpo "escorregava" na cadeira sentia a necessidade de voltar à posição correta. Achei isso o máximo! E foi com os ensinamentos das aulas de Aikido! Parece uma coisa simples, mas pra mim já começa a fazer a diferença.
Muito obrigada!!!

"

"

Elizabeth Cancellari, 59 anos

Estou me surpreendendo com os benefícios que a prática do Aikido tem me trazido apesar do pouco tempo de contato com essa arte. 
Em situações de conflito pessoal, não me encolhi como normalmente faço e nem fiquei agressiva como as vezes eu também faço. Simplesmente, sem entender muito bem, transformei a "agressão verbal" que veio ao meu encontro, e saí resolvida.
Ah...e sem contar que estou me lembrando de sentar direito..na posição melhor para meu corpo..

Patrícia Pinelli, 43 anos

"